• ;
  • ;
  • ;
  • ;
  • ;
Porto Alegre, 22 de novembro de 2017.
Arquivo Histórico

PRIMEIRO RALLYE A ÁLCOOL COMPLETA 30 ANOS
14/09/2009Marcelo Matusiak - Playpress Assessoria de Imprens

O dia 15 de setembro de 1979 entrou para história do automobilismo brasileiro. Pela primeira vez uma categoria corria com todos os carros movidos a álcool hidratado. Passados 30 anos, o momento é de resgatar com saudosismo um momento clássico em que o esporte mostrou força para não deixar que as provas parassem.

O Clube Porto Alegre de Rallye foi pioneiro na organização do evento que trouxe uma série de curiosas histórias. A prova foi válida pela 5° etapa do Campeonato Gaúcho de Rallye de Regularidade e foi disputada na região serrana entre Canela e São Francisco de Paula tendo como “quartel general” o Hotel Laje de Pedra.

Era o auge da Crise do Petróleo no mundo e o Governo Brasileiro, através do Conselho Nacional do Petróleo, proibiu as corridas com o uso da gasolina. Modelos como Passat, Fiat 147 entre outros tinham os motores preparados artesanalmente pelos mecânicos para que pudessem competir com o álcool não inviabilizando as competições. O então diretor de roteiro da prova, Sérgio Kehl, conta que na época as dificuldades foram enormes.

- O uso do álcool não estava desenvolvido aqui como hoje. Tinham poucos postos com o combustível e o motor nós adaptávamos. Comprávamos os galões e levávamos em pontos estratégicos para irmos abastecendo - disse.

Um dos pilotos que participou da prova foi Neri Reolon, com um Passat TS. Como as peças não eram desenvolvidas para esse tipo de combustível, os problemas se acumulavam. Peças corroíam e a ferrugem acabava soltando. Além disso, havia o conhecido drama de fazer o carro pegar no frio.

- Como era frio a gente abria o carburador e botava algumas gotas de gasolina se não o carro não pegava. Era um desespero porque os coletores congelavam e a gente tinha que ter carros para largar – contou Neri Reolon.

Em uma cena pitoresca, Neri conta que até em armazéns paravam para improvisar um combustível quando não encontravam os pontos de apoio. - Até cachaça pura nos bares o pessoal pegava – lembra.

O número de inscritos surpreendeu com 32 carros com motor a álcool. A temperatura no dia ficou próxima de 10º C. A largada foi realizada às 10h30, inaugurando, assim, oficialmente, a era do álcool no Rallye Brasileiro. A vitória ficou com a dupla Jorge Fleck e Silvio Paulo Klein, com um Passat TS.

 

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

CATEGORIA GRADUADO
1°) N° 212 Jorge Raimundo Fleck/Silvio Paulo Klein – Volkswagen Passat TS - Equipe Gaúcha Car – 34 pontos perdidos
2°) N° 284 Ernesto Alexandre Farina/Carlos Alberto Farina – Fiat 147 - Equipe Azaléia – 41 pontos perdidos
3°) N° 280 Ernani Corrêa Dieterich/Paulo José Veeck – Fiat 147 - Equipe Azaléia – 57 pontos perdidos
4°) N° 214 Christiano Rodolfo Nygaard/Neri Carlos Reolon – Volkswagen Passat TS - Equipe Gaúcha Car – 145 pontos perdidos
5°) N° 281 Jorge Luiz Ulllmann/Luiz Caldas Milano – Fiat 147 - Equipe Azaléia – 322 pontos perdidos
6°) N° 282 Paulo João Adams/Gilberto Fonseca Schury – Fiat 147 - Equipe Azaléia – 1046 pontos perdidos
7°) N° 711 Alceu Colnaghi/Alexandre Gutierrez – Volkswagen Passat TS - Equipe Colnaghi/Tubos Jacaré – 1060 pontos perdidos
8°) N° 211 Marcelo Souza Aiquel/Ronaldo Fróes Monteiro – Volkswagen Passat TS - Equipe Gaúcha Car – 1108 pontos perdidos
9°) N° 226 Luiz Fernando Maciel Riff Moreira/José Luiz Abud – Fiat 147 - Particular – 1524 pontos perdidos
10°) N° 403 Ricardo Costa/João Luiz Carvalho – Volkswagen Sedan 1600 - Equipe Viamec – 2073 pontos perdidos
11°) N° 252 Cláudio Ricardo Muller/Carlos Guido Weck – Fiat 147 - Equipe Aplub – 2287 pontos perdidos
12°) N° 225 Henrique Weidle Neto/Enio Schaab – Fiat 147 - Equipe Diagnosticar – 2891 pontos perdidos
13°) N° 283 Pedro Adams/Yvonoff Braga de Oliveira – Fiat 147 - Equipe Azaléia – 6030 pontos perdidos
Não completou: N° 213 Gilberto Hoff/Luiz Afonso Franz – Volkswagen Passat TS - Equipe Gaúcha Car

CATEGORIA NOVATO
1°) N° 87 Ricardo Eichemberg de Lara/Antônio João Paiva Largura – Fiat 147 - Equipe Estância do Chalé – Brenner – 206 pontos perdidos
2°) N° 70 Paulo Roberto Noschang/Aldo Américo Pastore Bartel – Volkswagen Passat - Equipe Gigi Modas – 382 pontos perdidos
3°) N°18 João Antônio D’Avila/Evald Kurt Brinkhus – Volkswagen Brasília - Equipe Bristô/HDS – 948 pontos perdidos
4°) N° 77 Roberto Klein/Cezar Hermann – Volkswagen Sedan - Equipe Curtume Posada – 1115 pontos perdidos
5°) N° 44 Edmar E. Becker/Luciano Calaça Azzi – Fiat 147 - Equipe Imobiliária 25 de Julho – 1281 pontos perdidos
6°) N° 22 Flávio de Oliva Pinto/Augusto Scofano Mainieri – Fiat 147 - Equipe Grupo Oliva – 1541 pontos perdidos
7°) N° 13 José Carlos Silveira/Franz Haberler Jr. – Fiat 147 - Equipe Piemonte/II Sobrerodas – 2136 pontos perdidos
8°) N° 831 Leonel Euzébio de Paula Neto/José Carlos Caminha – Volkswagen Brasília - Equipe De Paula Topografia/Retiba – 2254 pontos perdidos
9°) N° 57 Francisco J. Solé/Jorge Carlos Brustolin – Fiat 147 - Equipe Piemonte/II Sobrerodas -3249 pontos perdidos
10°) N° 41 João Batista Rodrigues da Silva/Paulo Roberto Becker – Volkswagen TL - Equipe Bertoncini -6414 pontos perdidos
Não completaram : N°47 Serguei Villanova Fortes/Delmar Villanova Martins – Volkswagen Sedan - Particular 
                     & nbsp;              N°75 Alexandre Noschang/Aimir Noschang Junior- Volkswagen Sedan - Equipe Diagnosticar/Representações Noll

CATEGORIA FEMININA – "PANTERAS COR DE ROSA"
1°) N° 273 Carla Beatriz Ferrareze/Neusa Maria Farina - Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat – 1205 pontos perdidos
2°) N° 274 Rosmari Testa/Ana Elizabeth Von Mühlen – Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat -4377 pontos perdidos
3°) N° 277 Jane Marks/Regina Maria Becker – Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat – 5033 pontos perdidos
4°) N° 275 Silvana Tasca/Carmen Lúcia Rebouças – Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat – 5385 pontos perdidos
5°) N° 276 Elizabeth Nygaard/Cléa M. B.Bertol – Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat – 6849 pontos perdidos
Não completou: N° 278 Marlene Vogel/Gesiléia Mello Cyntrão – Fiat 147 - Equipe Aseptogyl/Fiat Comissão Organizadora:

Diretor da Prova: Ladislau Ângelo Barsé
Diretor Técnico: Milton Fensterseifer
Diretor de Computação: Henrique Jorge Brodbeck
Diretor de Roteiro: Sérgio Luiz Kehl
Diretor de Cronometragem: Armênio Pereira Filho
Diretor de Promoção: Marcos Aurélio Schwan
Diretor de Divulgação: Aury Giovani Klein
Diretor Tesoureiro: Carlos Alberto Barcellos
Comissário Desportivo: Werner Spenner

 

Vem aí

27 de Fevereiro de 2016
42º. Rallye das Praias

» Regulamento Particular
» Ficha de Inscricão

Grupos do Google
Participe do grupo CPR Sócios e Amigos
E-mail:
Visitar este grupo




Apoio

Termotextil
 
               

 

Copyright - CPR - Clube Porto Alegre de Rallye - 2014 | Site desenvolvido pela msmidia.com