• ;
  • ;
  • ;
  • ;
  • ;
Porto Alegre, 22 de novembro de 2017.
Arquivo Histórico

(27.11.2005) HISTÓRIAS DE ROBERTO JACOBI - PARTE 1
09/01/2005

"Historinha 1 - O Gelso Corbellini, um bom companheiro e navegador, correu comigo um longo tempo. Andávamos num Corcel dele, com equipamento Bino e que andava bastante bem. Não tinha banco traseiro, lá colocávamos roda
sobressalente, macaco, ferramentas - o mínimo necessário para correr nossos rallys de regularidade, mas, com os problemas habituais, de atraso, viravam tresloucados rallys de velocidade.

Num deles, em trecho de estrada de terra, cheia de pedras, vínhamos em boa velocidade, entre as cidades de São Francisco de Paula e Canela.
Numa reta, vislumbramos ao longe, um carro parado. Como tinha as nossas cores, da mesma equipe, ficamos chateados - fosse outro, de outra equipe, abanaríamos fingindo tristeza, mas mostrando uma banana por baixo do painel. Mais perto, constatamos que piloto e navegador, estavam em plena estrada, mostrando o estepe e fazendo sinais desesperados que não tinham
macaco...
Tiramos o pé do acelerador, freamos e paramos para ceder-lhes o nosso símio. E tocamos em frente, acelerando forte, para recuperar os segundos perdidos.
Pouco tempo depois, PRRURUBUPOFF, lá se foi nosso pneu também. Recordando nosso vocabulário chulo, paramos na beira da estrada e ficamos à espera do nosso companheiro e amigo.
Alguns minutos de silêncio em plena querência farroupilha e eis que ouvimos o ronco do motor da fera que vinha com tudo, mal conseguindo segurar o carro na estrada estreita de terra.
Usamos o mesmo expediente usado anteriormente pelos companheiros,
ficamos na estrada, mostrando o estepe e solicitando nosso macaco.
Eventuais testemunhas quadrúpedes, ruminando em pleno pasto, podem confirmar que os "amigos" nos devolveram o macaco, realmente, porém esqueceram um pequeno detalhe, não tiraram o pé do acelerador, o macaco voando a mais de 100 km por hora, bateu no chão e espatifou-se em vários pedaços. Tem gente que jura que teve pedaço encontrado até em Gramado...
A solução foi esperar o carro limpa trilho chegar e nos acudir.
No whisky da noite, após uns olhares meio de lado, logo nos abraçamos e tudo foi esquecido, tá certo que uns 6 meses depois..."

 

Vem aí

27 de Fevereiro de 2016
42º. Rallye das Praias

» Regulamento Particular
» Ficha de Inscricão

Grupos do Google
Participe do grupo CPR Sócios e Amigos
E-mail:
Visitar este grupo




Apoio

Termotextil
 
               

 

Copyright - CPR - Clube Porto Alegre de Rallye - 2014 | Site desenvolvido pela msmidia.com