• ;
  • ;
  • ;
  • ;
  • ;
Porto Alegre, 22 de novembro de 2017.
Arquivo Histórico

(1972) O CAMINHÃO DO LEITE
12/01/2005

Escrito por Heron De Lorenzi

"Corria o ano de 1972 e estava programado um Rallye com saída e chegada em Guaporé, passando por Arroio do Meio, Putinga, Roca Sales, Muçum, Encantado, entre outros municípios.
Eu fui convidado para “navegar” para um piloto que era proveniente do Kart, mas nunca havia participado de Rallye.
Ele tinha um “Fusca 1300” no qual colocamos o necessário “Twinmaster”.
Largamos como quarto ou quinto carro e logo depois vinham alguns “feras” da época.
Logo nos dois primeiros trechos “caí na real” e vi que a “figura” não tinha peso no pé direito e começamos a atrasar.
Eu então, resolvi largar sempre dois minutos antes da nossa hora ideal após os neutros de passagem por dentro das cidades, arriscando que, talvez a gente passasse em um “PC” próximo do segundo ideal.
Mas não adiantou nada. O “cara” não acelerava mesmo.
Então aconteceu o caso que se tornou “folclórico” no CPR.
Após o neutralizado de Encantado, já na metade da prova, saímos no nosso minuto exato e alguns quilômetros depois eu falei:
“Encosta, para o Bergallo passar...”
Mais alguns quilômetros repito:
“Encosta para o Chico Leke passar...”
Poucos quilômetros depois:
“Encosta para o Milano passar...”
Ainda uma vez mais:
“Encosta para o Geraldo passar...”

Nesta altura já estávamos atrasados pelo menos quatro minutos...
Aí eu não resisti, e jogando o livro de bordo pela janela falei alto e bom som:

“ENCOSTA QUE VAI PASSAR O CAMINHÃO DO LEITE...”

Para quem não se lembra, naquela época nas estradas vicinais era comum passar um caminhão que recolhia os tarros de leite deixados à beira da estrada."

------------------------------------------------ -----------------------------------------------------
Heron De Lorenzi é um dos rallyzeiros da “velha guarda”, melhor dizendo um dos “pioneiros” do Rallye. Competiu como piloto e principalmente como navegador e foi um dos organizadores de prova de “mão cheia”.
Chegou a organizar todas as provas do Campeonato Gaúcho de Regularidade em 1984.
De “quebra” foi Diretor de Rallye da Federação Gaúcha de Automobilismo - F.G.A e Presidente da Comissão Nacional de Rallye - C.N.R da Confederação Brasileira de Automobilismo - C.B.A.


Heron De Lorenzi (com a bandeira quadriculada) – Comissário da Prova do RALLYE MOBIL SUPER 20.000 KM válida pelo Campeonato Brasileiro de Rallye durante a largada na Praça da Matriz em Porto Alegre no dia 06 de Dezembro de 1979. Esta prova teve como diretor Milton Fensterseifer.
Ao centro da foto (de óculos) o Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Amaral de Souza e a esquerda na foto o Presidente da Federação Gaúcha de Automobilismo, Jorge Pereira Ferreira da Silva.



Heron De Lorenzi entre os primos Ernesto Farina (piloto à esquerda) e Carlos Alberto Farina (navegador à direita) vencedores com o Fiat 147 N° 284 da Equipe Azaléia do IV RALLYE MOBIL –JARDIM ITÁLIA, sexta e última etapa do Campeonato Gaúcho de 1979 disputado no dia 10 de Novembro.


Heron De Lorenzi entregando um cartão de prata ofertado pela F.G.A ao Diretor Presidente do Grupo Gaúcha Car, Selvino Kunzler por ocasião da homenagem aos vencedores do RALLYE INTERNACIONAL VUELTA A LA AMERICA DEL SUD,
em 23 de Outubro de 1978.



Heron De Lorenzi entregando os troféus aos paranaenses Artur Cezar (navegador ao centro) e Paulo Lemos (piloto a esquerda).


Edição e Pesquisa:
Renato Pastro - pastro@terra.com.br

Edição de Imagens:
Luciane Goecke

Colaboração:
Adriano Soares Neto

 

Vem aí

27 de Fevereiro de 2016
42º. Rallye das Praias

» Regulamento Particular
» Ficha de Inscricão

Grupos do Google
Participe do grupo CPR Sócios e Amigos
E-mail:
Visitar este grupo




Apoio

Termotextil
 
               

 

Copyright - CPR - Clube Porto Alegre de Rallye - 2014 | Site desenvolvido pela msmidia.com