• ;
  • ;
  • ;
  • ;
  • ;
Porto Alegre, 22 de novembro de 2017.
Arquivo Histórico

(17/11/1973) GAÚCHOS DOMINAM O CAMPEONATO BRASILEIRO
01/01/2006

A matéria abaixo foi retirada das revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, em 1973.

------------------------------------------------------

OS GAÚCHOS DOMINAM O CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLYES
ULLMANN E WECK, OS CAMPEÕES DE 1973


Cinco duplas – três gaúchas e duas paulistas - tinham chances de vencer o CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLYE DE REGULARIDADE DE 1973, que pela primeira vez teve um calendário oficial de cinco provas, a última das quais foi disputada nos dias 17 e 18 de Novembro de 1973, na região serrana de colonização italiana e alemã, no Rio Grande do Sul.
Jorge Luis Ullmann e Carlos Güido Weck, com um Volkswagen Sedan da Equipe Aplub, foram os vencedores com apenas 165 pontos perdidos e tornaram-se assim os primeiros campeões nacionais de Rallye.


“Flagrante fotográfico” durante a prova da dupla vencedora e Campeã Brasileira

No longo percurso de 880 km a ser cumprido pelas 57 duplas inscritas na prova
III RALLYE DA CIDADE DE FARROUPILHA, quarenta postos de cronometragem estavam “secretamente” situados.
Dificuldades imprevistas - como chuva e neblina - foram enfrentadas pelos participantes da prova. E quase 600 km do percurso foram por estradas secundárias nos vales dos rios das Antas, Caí e Taquari: estreitas, sinuosas e de terra batida, onde se alternavam trechos lamacentos e escorregadios com outros cheios de pedregulhos.
Houve várias quebras e acidentes durante a prova, dividida em duas etapas, com chegadas e largadas na cidade de Farroupilha.
A primeira foi iniciada às 8 horas da manhã do sábado, 17 de novembro.
A última dupla largou às 09:03 para um percurso que passaria por Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Feliz, Nova Petrópolis, Gramado, Taquara, São Francisco de Paula, Canela e São Sebastião do Cai.
A segunda etapa foi considerada mais fácil porque, na manhã de domingo, o tempo havia melhorado bastante. A largada foi dada a partir das 08:30 e havia oito duplas a menos na competição.
O percurso dessa segunda etapa passaria por Feliz, São Sebastião do Caí, Montenegro, Estrela, Roca Sales, Garibaldi, Carlos Barbosa e Bento Gonçalves, para chegar novamente a Farroupilha às 17 horas.
A lama e o barro que na véspera haviam sido um sério obstáculo estavam agora transformados em pó, o que também atrapalhava os competidores.
A 30 km do final, Francisco Sampaio e José Ivo Leite, com um Dodge 1800, ao desviar de um carro de outro participante que estava parado trocando um pneu, bateu em um barranco.
Conforme Christiano Nygaard que pilotou o Volkswagen Brasilia da Equipe Gaúcha Car:
“A primeira etapa decidiu a vitória da dupla Ullmann/Weck. O fato é que a primeira parte da prova exigiu mais dos pilotos, enquanto na segunda os navegadores foram os mais exigidos”.
Segundo Jorge Ullmann:
“Essa última etapa do Campeonato Brasileiro foi bem difícil, mas nós tivemos muita sorte: só furou um pneu e justamente e um trecho neutralizado”.


A dupla campeã brasileira em outra etapa do Campeonato Brasileiro de 1973

A classificação final do Campeonato Brasileiro de Rallye de Regularidade de 1973:
1º) Jorge Luis Ullmann/Carlos Güido Weck - Volkswagen Sedan - Equipe Aplub / RS
Rio Grande do Sul - 22 Pontos

2°) Christiano Rodolfo Nygaard/Neri Carlos Reolon – Volkswagen Brasília
Equipe Gaúcha Car - Rio Grande do Sul - 20 Pontos
Paulo Dante Martinelli/Geraldo Luis Siqueira – Ford Belina
Equipe Dropgal – Ford São Paulo – 20 Pontos

3°) Peter Kunst/Paulo José Veeck – Volkswagen Sedan – Equipe Aplub
Rio Grande do Sul - 18 pontos.


Jorge Ullmann/Carlos Güido Weck durante o I Rallye da Maçã-RS

Pesquisa e Edição: Renato Pastro
pastro@terra.com.br

 

 

Vem aí

27 de Fevereiro de 2016
42º. Rallye das Praias

» Regulamento Particular
» Ficha de Inscricão

Grupos do Google
Participe do grupo CPR Sócios e Amigos
E-mail:
Visitar este grupo




Apoio

Termotextil
 
               

 

Copyright - CPR - Clube Porto Alegre de Rallye - 2014 | Site desenvolvido pela msmidia.com